14/09/2008

Combinações Celulares


Anichados em paranóia e carinhos,
manipulamo nos geneticamente
(fazia calor)
assessuadas ,as células , para um lado
as multicores para outro,
restariam as virgens em armazém de stock.

Celularmente alteramo nos,
(fazia mais calor)
fragilizando o imunitário sistema.
Tudo com intenção e bom propósito,
biotecnológicamente disfarçado,
o gozo carnal,
(calor infernal).
máximo divisor comum.

Roer o osso,
frações ordinárias.
Será o seguinte
(calor abismal).
As epicenas palavras
promíscuas
companheiras…

08/09/2008

Mascarei Me





…casa, televisão, automóvel…
…signos, instrumentos, símbolos…

Produtor cria consumidor
Sujeito para o objecto
Individualismo moderno
Eufórica ideologia

…subcultura adolescente…

Entre fermentos críticos
E enzimas de integração

-Ornamentei me com a cultura cultivada
mascarei me… pois então… de guerreira
na procura do húmus humanístico-

…um corpo morto… é um corpo vivo
posto na posição da morte…

01/09/2008

! conclusão clara confusão ?



termos observacionais – termos teóricos
verbo ter – posse
distinção não precisa
precisar – necessidade
t udo pode ser abandonado.
t eoria , experiência – a criança
t endências e leis ? distinção anulada
calada na ausência de cor – noite
! conclusão clara confusão ?
dever e ser – temporários
cravados no futuro… a passar…
estádio primitivo ?
consequência desastrosa? Insisto.
intuição ou experiência
formalidades
inferências
critérios críticos – “ racional”
metodologias respeitadoras da lei – brinquedos
na mão adulta
coleção de palavras de ordem.
somos todos potenciais falsificadores.
a irregularidade é alimento da regra.

indutivismo? no thank’s